Translate

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Honda CG 150 Titan CBS 2015: novo sistema de freios combinados.

Por Waldyr Costa
Imagens divulgação



Estréia no Brasil o primeiro sistema de freio combinado em uma moto de baixa cilindrada da Honda no mundo. A moto premiada é o modelo CG150 Titan CBS 2015. Este sistema não tem nada a ver com o sistema anti-travamento, comumente conhecido como ABS. O sistema CBS (Combined Brake System), utiliza a força aplicada no pedal de freio traseiro para também acionar o freio dianteiro, dividindo 2/3 da força para o traseiro e 1/3 para o dianteiro. É um sistema simples e bastante funcional para aqueles que não têm uma técnica de frenagem apurada, já que é muito comum o pessoal cozinhar o freio traseiro a tambor por medo de utilizar o freio dianteiro, a disco na maioria das motos atuais. A seguir você pode ler o anúncio oficial (press release) da Honda do Brasil a respeito desta novidade.



PRESS RELEASE OFICIAL - HONDA DO BRASIL

Honda lança primeira motocicleta de baixa cilindrada com sistema de freios CBS
CG 150 Titan CBS 2015 torna-se modelo pioneiro no mundo a utilizar o equipamento, que traz mais segurança de frenagem nas situações mais adversas

Seguindo a tradição de pioneirismo, vanguarda e inovação tecnológica que sempre nortearam a sua atuação, a Honda lança a primeira motocicleta de baixa cilindrada no mundo equipada com sistema de freio CBS (Combined Braking System). Trata-se da CG 150 Titan CBS 2015, que terá a tecnologia disponível nas versões ESD e EX. O lançamento faz parte de uma política global da marca em desenvolver projetos com foco na segurança do usuário e também nas questões ambientais.

A introdução do sistema de freio CBS em uma motocicleta street de baixa cilindrada mostra-se um grande diferencial por possibilitar, mesmo para os condutores com pouca experiência e /ou vícios de pilotagem, uma condição mais equilibrada e eficiente na utilização dos freios.  


Considerando esse cenário, o sistema CBS torna-se a opção ideal, porque pode reduzir em até 20% a distância percorrida por uma motocicleta na frenagem, em comparação com um modelo standard. Além disso, possibilita uma condição mais equilibrada na aplicação dos freios dianteiro e traseiro, ao minimizar os erros frequentes cometidos por motociclistas. 

O CBS da CG 150 Titan diferencia-se do aplicado nas scooters da marca por dispor de sistema de frenagem que combina o funcionamento hidráulico e mecânico. Ao acionar o pedal de freio traseiro, o sistema de freio dianteiro é acionado automaticamente, por meio de um cilindro mestre, distribuindo hidraulicamente a força por todo o conjunto. Como resultado, a proporção de frenagem passa a ser de 66% para a roda traseira e 34% para a dianteira. Com isso, reduz-se o espaço necessário para a frenagem.



Vanguarda tecnológica
A Honda foi a primeira fabricante a utilizar discos dianteiros no sistema de frenagens de motocicletas. Aplicado pioneiramente à CB750 Four, em 1969, a inovação assegurou grande melhoria e maior eficácia à capacidade de frenagem das modelos produzidos em série.

Coube também à marca o desenvolvimento do sistema de freios CBS em motocicletas. Os testes iniciais, em 1976, utilizaram as pistas de competição como laboratório, com a novidade tecnológica agregada a um modelo RCB1000, que participava da modalidade Endurance. O objetivo, na época, visava apenas reduzir a fadiga do piloto em provas de longa duração. Em 1982, o sistema foi instalado pela primeira vez na Touring Gold Wing GL 1200. Após 11 anos, passou a equipar a linha mais esportiva, com a CBR 1000F. Atualmente representa uma tecnologia aplicada a modelos como as scooters Lead PCX, verdadeiros sucessos de vendas no Brasil e principais mercados do exterior.



CG: Líder de vendas
Lançada no mercado brasileiro em 1976 e líder absoluta de seu segmento, 

a CG 150 Titan chegou à oitava geração em 2013 com melhorias que permanecem no modelo 2015. O painel de instrumentos segue digital e integrado à carenagem, com indicação eletrônica de velocidade a partir de sensor instalado no câmbio por meio de um cabo de aço ligado à roda dianteira. O painel, com display em tom azul, dispõe de hodômetro total e parcial, velocímetro e relógio.


A motocicleta é equipada com motor OHC (Over Head Camshaft), monocilíndrico, quatro tempos, de 149,2 cm3, arrefecido a ar, com comando de válvula no cabeçote e balancins roletados. Primeiro modelo bicombustível (flex) do mercado brasileiro e do mundo, a CG 150 Titan, quando abastecida com gasolina, gera potência máxima de 14,2 cv a 8.500 rpm e torque máximo de 1,32 kgf.m a 6.500 rpm. Se o combustível escolhido for etanol, a potência máxima passa a ser de 14,3 cv a 8.500 rpm, e torque máximo de 1,45 kgf.m a 6.500 rpm.


O modelo possui módulo de injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection), transmissão de cinco velocidades e embreagem multidisco em banho de óleo. A suspensão dianteira tem garfo telescópico com 135 mm de curso. Na traseira, conta com conjunto de amortecedores e mola com 106mm. Na frente, os pneus são do tipo 80/100 – 18 e, na traseira, 90/90 – 18. A versão EX dispõe de rodas de liga leve, com raios vazados e desenho exclusivo.



A CG 150 Titan CBS conta com três anos de garantia e estará à disposição na rede de concessionárias a partir deste mês, nas cores preta (ESD), vermelha com a tampa lateral branca (ESD e EX) e tricolor (EX). Os preços públicos sugeridos são R$ 7.680,00 para a versão ESD e R$ 8.180,00 para a EX. Os valores têm como base o Estado de São Paulo e não incluem despesas com frete e seguro. 

3 comentários:

  1. Quanto você acha que esta saindo esse novo sistema de freio para o consumidor? (Luciano A.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luciano, acho que não será vendido à parte. Mas há a possibilidade de ser adaptado. É preciso avaliar o custo-benefício. Talvez não compense. Aguarde chegar o novo catálogo de peças numa concessionária próximo a você e faça uma cotação para substituir os dois sistemas da sua moto por este tipo. Existe a possibilidade de a Honda não permitir às concessionárias fazer este procedimento.

      Excluir

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.