Translate

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Honda VFR800X Crossrunner 2015: se renovando para brigar por um lugar ao sol.

Por Waldyr Costa
Imagens divulgação.

A Honda VFR800X Crossrunner foi totalmente remodelada para 2015 e será apresentada no salão Intermot.
A Honda européia anunciou hoje a nova VFR800X Crossrunner 2015, que traz uma série de mudanças e melhorias em relação à Crossrunner 2011, elevando-a à categoria premium de esporte turismo de aventura. O motor V4 de 800cc foi otimizado em potência final e torque nas rotações intermediárias. O visual está mais no estilo das VFRs atuais, baseadas no design do conceito Honda V4. As suspensões tiveram o curso alongado, ganhou novas rodas e freios. Outros atrativos são o sistema de controle de torque (HSTC Honda selectable Torque Control), ABS, luzes de LED, piscas automáticos que desligam sozinhos e manoplas aquecidas.

A Crossrunner foi a primeira moto crossover da nova geração que resultou na série X. Este é o modelo lançado em 2011.

A Crossrunner estreou em 2011 utilizando como base a antiga VFR800, remodelada em 2013 como VFR800F 2014, e tentava pegar o embalo da mais bem sucedida esporte turismo da história da marca. Porém não foi exatamente como a Honda esperava, as vendas foram mornas e o sucesso planejado não aconteceu. Apesar de ela ser uma excelente moto, o mercado não tinha a visão que tem hoje, que valoriza muito motos crossover e a Honda pagou pelo seu “vanguardismo”. Mas insistiu e hoje esse tipo de moto é muito bem visto e está em alta e crescendo. Então chegou o momento de renová-la e colocá-la um pouco mais acima do que o modelo anterior oferecia.

A moto conceito V4 vem determinando o estilo de desenho das Hondas. Oferece um design agressivo e futurista.
A Crossrunner é equipada com um motor V-TEC a 90º com duplo comando no cabeçote, com amplitude de torque melhorada em baixas e médias rotações além de mais potência máxima, que chega aos 105cv @ 10.250rpm.

A Crossrunner era assim até 2014, mas com o redesenho ao estilo V4, como na VFR1200, ela mudou bastante.

O quadro de alumínio tem dupla viga de alumínio e teve o subquadro revisado para perder peso. É acompanhado por uma nova suspensão traseira com balança monobraço, uma das características das VFR. As suspensões tiveram o curso alongado em 25mm para os garfos telescópicos dianteiros e 28mm para o amortecedor traseiro, o que permite absorção de grandes irregularidades no piso.

A Crossrunner foi misturada com o desenho da VFR800F (acima) para gerar a nova VFR800X (abaixo).

O sistema de freios ABS é item de série, as rodas são de liga de alumínio de 17 polegadas, as dianteiras têm dois discos de 310mm na frente que são parados por pinças radiais de 4 pistões. Os pneus são de 120mm à frente e  180mm atrás, com características de uso esportivo.

Agora ficou assim para 2015. Magra, esbelta, elegante, ou outro adjetivo que você goste, qualifica o novo visual da "X".

O quadro de alumínio tem dupla viga de alumínio e teve o subquadro revisado para perder peso. É acompanhado por uma nova suspensão traseira com balança monobraço, uma das características das VFR. O longo curso das suspensões de 25cm para os garfos telescópicos dianteiros e 28cm para o amortecedor traseiro permitem absorção de grandes irregularidades no piso.

A VFR1200, que usa um motor V4 bem moderno, foi a primeira cria e também para a qual o conceito V4 foi criado.
Ela tinha a missão de substituir a excelente CBR1100XX Blackbird, mas não foi bem assim na prática.

O sistema de controle eletrônico de entrega de torque existente na Crosstourer 1200 foi implementado também na Crossrunner. O HSTC (Honda Selectable Torque Control) oferece dois níveis de controle de torque e tem também a opção de ser desativado. Esse sistema é capaz de perceber a eminência de perda da tração traseira e imediatamente reduzir o torque para permitir que o pneu permaneça com aderência.

Aqui está  a incrível CBR1100XX Blackbird, a primeira moto de produção a superar os 300km/h de velocidade máxima.
A intenção da Honda era substituí-la por uma moto igualmente boa, mas o estilo e o tipo de motor deixou todos órfaõs.
A Honda abdicou do mundo das Hiperesportivas já que a VFR1200 não compete com as ZX14R e Hayabusa.

A Crossrunner é uma verdadeira VFR - uma motocicleta projetada para ser pilotada de forma divertida e esportiva, com estilo e praticidade. O assento agora tem ajuste de altura, com duas posições para o piloto escolher e aquecedor de manoplas com 5 níveis diferentes de temperatura. Os piscas auto-desativáveis também são de série. Os faróis de LED impõem distinção e presença, oferecendo um toque de alta qualidade ao acabamento.

A VFR800X Crossrunner tem nova chance para assumir a frente das sport trail adventure, se é que se pode dizer assim.
Continua aqui.

3 comentários:

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.