Translate

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

APRILIA CAPONORD 1200 2015: uma nave para viajar se divertindo.

Por Waldyr Costa
Imagens divulgação


A cada ano as montadoras investem mais em motos de aventura. Enquanto algumas não passam de modelos adaptados, outras resultam de projetos cuidadosos para conseguir a melhor fórmula para uma moto multiuso, capaz de cobrir as mais longas jornadas com competência. As principais fábricas de moto do mundo estão nesse pega e a Aprilia, com toda a sua tecnologia e tradição, não iria ficar de fora. 



Aqui no Brasil ela ficou muito conhecida com a Pegaso, uma excelente trail/adventure média que concorria na época com a Cagiva Canion, as Suzuki Freewind e DR650RSE, além da Yamaha XT600E, na virada para o século XXI. A Caponord 1200 é um orgulho para a Aprilia, um modelo adventure premium que não deixa a desejar em tecnologia para nenhuma das mais avançadas máquinas do momento. Seu maior trunfo é a suspensão eletrônica semi-ativa, mas também utiliza cruise control, ride by wire, controle de tração e ABS independente para cada roda.


UMA NOVA REFERÊNCIA

Depois de dar uma sacudida no mercado nas nakeds com a sua Tuono V4R e também ter criado a moto que é considerada a melhor superbike do novo milênio, a super rápida RSV4 - que esses dias até conquistou o WSBK (campenonato mundial de superbikes) - a Aprilia mirou no segmento das enduro de rua, mais conhecidas como touring adventure, para marcar o seu território com uma moto igualmente relevante, que foi capaz de conseguir excelente equilíbrio entre esportividade e conforto. O lançamento a Caponord 1200, uma big trail esportiva com adequação às longas viagens continentais, mas com um apelo esportivo latente em cada parte da moto, é a máquina que a Aprilia pretende ratificar sua posição neste segmento.


Prometida para ser ágil na cidade graças ao chassis super leve; rápida e divertida nas estradinhas do interior devido ao gerenciamento eletrônico e ao generoso motor V2; e confortável para piloto e passageiro em longas viagens de turismo pelo detalhado estudo ergonômico e pelo desenvolvimento aerodinâmico em túnel de vento a que foi submetida.


O nome Caponord é descendente da sua predecessora, a ETV 1000 Caponord de 2001, que foi o primeiro projeto da Aprilia nesse segmento enduro-rodoviário no começo do século. Ela trazia alguns elementos como o quadro em berço duplo de alumínio e um motor V2 1.000cc de 98cv com comportamento esportivo, que já fazia dela uma das primeiras adventure com conceito esportivo e que hoje está virando moda. Até a BMW já lançou uma. Depois de mais de 10 anos a Aprilia já acumula um grande conhecimento em tecnologia, principalmente desenvolvido nas competições, onde ela obteve um elevadíssimo nível e junta isso à sua tradicional capacidade de fazer bons chassis, além de um bom motor, para chegar aos seus objetivos.


A lista de equipamentos com tecnologia própria é relevante, como os sistemas RbW, ABS, ATC, ACC e ADD. O motor 1200 tem características de elevado torque e alta potência, foi completamente revisto para atingir as metas de desempenho e satisfação do piloto. As necessidades e os desejos dos usuários deste tipo de moto mudaram, agora querem uma moto mais universal, capaz de satisfazê-los em qualquer condição de uso. A Caponord 1200 tem o objetivo de atender essa necessidade através da sua tecnologia e dos conhecimentos da Aprilia em engenharia motociclística.


A MOTO

A personalidade tripolar, típica do design italiano, combinado com um corpo elegante: esta é a principal característica que faz a Caponord 1200 ser uma moto diferenciada, onde forma e função são equalizadas de maneira elogiável. A moto foi muito “ensaiada” em túnel de vento para conseguir excelente penetração aerodinâmica sem perder a capacidade de proteção contra o vento para piloto. As alças do garupa e as carenagens laterais são projetadas para serem itens de conforto e não de incômodo durante uma viagem. A estrutura do quadro, que mistura treliça de tubos de aço com vigas forjadas com alumínio, merecem ficar expostas pela beleza escultural. Essa mistura de estruturas garante o equilíbrio certo entre rigidez, estabilidade e precisão, bem característico em cada Aprilia, dando à Caponord 1200 vantagem no comportamento esportivo em comparação com as outras adventure. A química obtida com o comportamento esportivo e a capacidade de turismo fazem dela uma moto de destaque na categoria.


A posição de pilotagem é natural, com a coluna ereta e bem relaxada, fruto de um dedicado estudo ergonômico para encontrar uma posição de domínio sem ser cansativa nas longas jornadas. O assento está a 84cm do chão e foi pensado para também manter o conforto e ajudar no controle da moto, tem revestimento preto com costura vermelha. Opcionalmente pode-se escolher um assento mais baixo, que é vendido à parte como acessório. A parte do assento dedicada ao garupa é separada e formatada para prevenir o deslize do passageiro à frente, e os suportes para ele se sustentar é ergonômico e confortável. O tanque, com 24 litros de capacidade de combustível, permite grande autonomia à Caponord. Sua estrutura é de nylon e confeccionado com tecnologia denominada “rotacional”, que permite o chapeamento com relevos mais pronunciado, contribuindo para a redução de peso. Dessa forma a largura da moto foi reduzida ao mínimo e permite um ótimo encaixe para as pernas do piloto.


O design inicial da Caponord 1200 partiu da premissa de que as malas laterais seriam parte integrante do seu corpo. Isto, juntamente com a opção de utilizar o silenciador do escape em posição baixa, permitiu boa contenção do volume do corpo da moto. As duas malas laterais, com capacidade de 29 litros, uma vez instaladas, se encaixam perfeitamente no desenho da traseira moto, com largura total de menos de 1 metro, sem criar desconforto ao passageiro, facilitando que ele suba e desça da moto sem nenhuma inconveniência. Uma coisa muito interessante é que o silenciador tem uma articulação no encaixe com o tubo de escape que permite que ele seja levantado quando a moto não está usando as malas laterais, para dar um toque mais esportivo para passear.


O conjunto de itens de série que equipam a Caponord 1200 incluem:

- Acelerador eletrônico “Ride by Wire” com 3 mapas: Sport, Touring e Rain
- Sistema de freios com ABS de duas vias que pode ser desabilitado (desligado)
- Controle automático de tração com 3 níveis e que também pode ser desabilitado
- Parabrisa (escudo) ajustável
- Alça do garupa ergonômica


O conjunto opcional de turismo (Travel Pack) acrescenta:

- Suspensão eletrônica semi-ativa (ADD - Aprilia Dynamic Damping)
- Piloto automático (ACC - Aprilia Cruise Control)
- Amortecedor traseiro com ajuste eletrônico da pré-carga da mola em 4 níveis ou automático
- Um par de malas laterais na cor da moto (também disponível para o modelo básico)
- Cavalete central (também disponível para o modelo básico)


O CHASSIS

O quadro é uma mistura de uma estrutura treliçada com tubos de aço de alta resistência com um par de vigas feitas de liga de alumínio. Esta combinação foi exaustivamente testada até se chegar a um perfeito balanceamento entre peso, resistência torcional e rigidez longitudinal. A meta a ser atingida era a excelência em manobrabilidade sem negligenciar um alto nível de estabilidade nas altas velocidades que o motor V2 é capaz de atingir.


O novo subquadro garante extrema rigidez para viagens com carga total, e o posicionamento lateral do amortecedor traseiro, além de permitir mais espaço para o escapamento, o mantém afastado das fontes de calor e em uma posição que facilita muito qualquer regulagem que seja necessária. Essas regulagens podem ser na pré-carga da mola e na velocidade da resposta hidráulica. Enquanto que na frente a regulagem do garfo telescópico USD (upside down) com tubos de 43mm permite três regulagens: retorno, compressão e pré-carga. As leves rodas são de alumínio, com 17 polegadas, similares às que equipam a superesportiva RSV4. Elas contribuem para a redução da inércia da massa não suspensa (efeito giroscópico) ao mínimo em favor da manobrabilidade e agilidade. 


O pneus que vestem as rodas são específicos para este tipo de moto; graças à generosa largura de 180mm do pneu traseiro, a Caponord 1200 é capaz de inclinações radicais e também tem garantida máxima aderência em pisos mais escorregadios. O formato dos sulcos dos pneus também permitem que ela trafegue em rodovias alternativas, com ou sem pavimentação, em busca de rotas mais aventureiras. Os freios Brembo estão presentes com dois discos flutuantes de 320mm montados radialmente na dianteira, usando pinças de 4 pistões, enquanto que atrás está um disco de 240mm com pinça simples. Completando o "trem de pouso" desta “aventurística” esportiva, temos o sistema eletrônico antibloqueio (ABS) dos freios, que tem dois canais e pode ser desligado.


O MOTOR

O bicilíndrico em V da Aprilia incorpora avançada tecnologia de construção e um cuidadoso estudo da dinâmica dos fluidos internos com o objetivo de melhorar a combustão, reduzir o atrito e otimizar o desempenho (N.R.: a Mecânica dos Fluidos estuda a deformação das peças submetidas a esforços capaz de rompê-las, a dinâmica se refere a quando elas estão em movimento, quando o motor está funcionando). Esta geração de motor V2 é palco de significativos avanços, tanto na parte mecânica quanto na eletrônica, que conseguiu mais uniformidade e progressividade na entrega de potência desde as mais baixas rotações (em favor do conforto) e melhorou o prazer de pilotagem graças ao valores de torque ainda mais elevados (em favor da diversão), ao mesmo tempo em que garantiu menor consumo de combustível.


As especificações básicas do motor da Caponord 1200 são:

- Disposição dos dois cilindros em V2 a 90º
- Potência máxima de 125cv @ 8.250rpm
- Torque máximo de 11,7kgfm @ 6.800rpm
- Três mapas de gerenciamento do acelerador eletrônico (esporte, turismo e chuva)
- Relação diâmetro e curso dos pistões superquadrada (otimiza a esportividade e o torque em baixa rpm)
- Cilindros deslocados do centro do bloco para o motor ficar mais compacto lateralmente
- Comando duplo no cabeçote com 4 válvulas por cilindro
- Tempo de abertura das válvulas controlado por um sistema misto de corrente e engrenagem
- Duas velas por cilindro garantem mais fluidez e potência
- Sistema de injeção eletrônica de alta pressão com dois corpos de aceleração
- Dois injetores multi-furos para cada cilindro
- Bobinas de ignição acopladas ao conector das velas
- Catalizador de três vias com dois sensores de oxigênio
- Embreagem hidráulica


O escalonamento das marchas ajuda a obter maior velocidade final, no entanto permite o motor trabalhar em rotações mais baixas em velocidade de cruzeiro, economizando combustível e melhorando o conforto. Este motor é o resultado da experiência que a Aprilia adquiriu ao ter desenvolvido um propulsor que foi capaz de conseguir 51 títulos mundiais em poucos anos. O V2 de Noale/IT é uma obra de arte da engenharia italiana, onde a fiação do motor é em linha e um único cabo atende todas as necessidades eletrônicas. O novo gerador é capaz de fornecer até 690W de potência, pronto para suportar vários tipos de acessórios eletrônicos sem problema.


ELETRÔNICA: UM  MUST  EM SOFISTICAÇÃO E CONFIABILIDADE

A Aprilia foi a primeira marca a usar acelerador eletrônico Ride By Wire, quando os carros também ainda estavam começando a usá-lo. A Shiver 750, uma naked muito interessante, foi a primeira a receber este sistema em 2007, quando esta tecnologia extremamente sofisticada era utilizada apenas em motos de competição e ajudavam o piloto a tirar o máximo da performance da moto. Na Caponord 1200 a eficiência e a confiabilidade deste sistema está num patamar muito elevado. O sistema se comunica muito bem com a central de gerenciamento do motor, manipulando a potência da melhor maneira possível a cada instante de rotação do motor, entregando mais suavidade em baixas rpm, muito boa resposta em médios regimes e extrema força em alta rotação. Tudo isso é obtido com mais economia de combustível comparado com um sistema simples por cabos.


O sistema de gerenciamento Ride By Wire (RbW), com os modos chuva, viagem e esportivo (rain, touring a sport) pode ser selecionado mesmo com a moto em movimento, apenas desacelerando e pressionando o botão até o modo desejado. Isto permitinde ter três personalidades distintas que podem ser trocadas instantaneamente para se adequar conforme a pavimentação mude, as condições atmosféricas se alterem ou o piloto fique mais instigado.


SPORT: modo esportivo, máxima performance com resposta mais agressiva ao acelerar, toda a capacidade do motor sem limitações.

TOURING: a potência é a mesma do modo sport mas a entrega é mais suave, voltada para uso urbano, passeio ou viagem.

RAIN: a potência é limitada a 100cv e a entrega é ainda mais suave para garantir controle e segurança em pisos de baixa aderência.


Os sistemas ABS e ATC (controle de tração) podem ser desligados também e são esquipamentos de série na Caponord 1200. O ABS de duas vias é bem efetivo e permite um pilotagem agressiva sem ser muito invasivo, mesmo nas condições de frenagem mais fortes, enquanto garante segurança máxima nos pisos escorregadios. O controle de tração é derivado do sistema utilizado na superbike RSV4, o Aprilia Performance Ride Control (APRC), que foi desenvolvido para permitir máxima tração em qualquer tipo de piso e dar mais confiança ao piloto, mantendo a segurança como prioridade. Os três modos do ATC podem ser selecionados conforme o tipo de pilotagem ou de pavimento:


Level 1: diversão e adrenalina são as prioridades, pilotagem puramente esportiva.

Level 2: para as ruas e estradas, passeios e viagens, mantendo a potência máxima.

Level 3: ideal para pilotagem em condições de baixa aderência, com total controle antiderrapante.


A Caponord 1200 também dispõe da versão com Travel Pack, que é um pacote tecnológico que inclui itens para melhorar o controle e maior aptidão para longas jornadas: ADD (Aprilia Dynamic Damping), ACC (Aprlilia Cruise Control), cavalete central e malas laterais. O gerenciamento eletrônico da suspensão, ADD, é um sofisticado e novo sistema semi-ativo que coleta as informações das oscilações dos amortecedores dianteiros e traseiro e os ajustam instantaneamente para minimizar as interferências no quadro da moto e consequentemente melhorar o conforto na pilotagem. Ele utiliza um algorítimo patenteado pela Aprilia que prioriza o conforto e é uma combinação dos algorítimos que usam os princípios skyhook (que joga o piloto/passageiro para cima num solavanco) e acceleration driven damping (sistema desenvolvido para suspensões ativas, baseado no efeito skyhook, para minimizar a reação às ondulações através do controle eletrônico dos amortecedores). 


Esse controle também é diretamente afetado pela forma com a qual a moto é conduzida, pois o sistema reconhece a aceleração, desaceleração, frenagem e velocidade uniforme, para ajustar os garfos e a balança dentro dos parâmetros adequados para cada momento de uso. A coleta de dados da suspensão é derivada dos sistemas utilizados nos carros, que permitem a medição da mola e do amortecedor de forma muito precisa através de vários sensores. A Aprilia desenvolveu um único sensor de pressão que é capaz de fazer toda esta medição de forma eficiente. Nos sistemas disponíveis no mercado o piloto precisa ativar manualmente o motor de ajuste da suspensão para selecionar o modo mais adequado, mas no sistema da Aprilia isto é feito de forma automatizada, eletronicamente, e o piloto não precisa ter essa preocupação.


O Travel Pack também inclui um amortecedor traseiro mais parrudo, eletronicamente ajustável na pré-carga em 4 níveis pré-definidos, indicados no painel de instrumentos, constando: só o piloto (rider only), piloto e garupa (rider with passenger), piloto e malas (rider with panniers) e piloto mais garupa e malas (rider and passenger with panniers). Quando as opções “Aprilia system patented exclusive” e “automatic preload control mode” estão selecionadas, a moto é capaz de reconhecer sozinha a carga que está levando (passageiro, piloto, bagagem, combustível, etc) e ajusta automaticamente a pré-carga do amortecedor traseiro na melhor opção para deixar a moto mais equilibrada.


O piloto automático (Aprilia Cruise Control) permite que uma velocidade pré-determinada seja selecionada e mantida, mesmo nas subidas e descidas, sem a necessidade de acionar o acelerador. O sistema se desliga automaticamente se o piloto acionar o freio, a embreagem ou o interruptor do Cruise Control. É um item de conforto muito relevante em longas viagens, quando é comum passar meia hora ou mais sem necessidade de frear. Ele economiza combustível e deixa os intervalos entre os abastecimentos menos cansativos, muito bom para relaxar e curtir ainda mais a paisagem.


O painel digital LDC que equipa a Caponord 1200 é completamente novo e inclui velocímetro, odômetro total mais dois parciais, tacômetro, marcador de combustível, indicador de marcha e termômetro para o radiador. Exibe também o modo selecionado para o acelerador (S, T ou R), o nível do controle de tração (ACT), o nível selecionado na pré-carga da mola (Travel Pack) e o aquecedor de manopla (vendido separadamente). As luzes de alerta incluem uma para a reserva de combustível e outras para ativação de ABS, ATC e ACC (Travel Pack)


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Tipo de motor: Aprilia, V2 @ 90º, quatro tempos, longitudinal, refrigeração líquida, quatro válvulas por cilindro com comando duplo no cabeçote e acionamento misto corrente/engrenagem.

Combustível: gasolina sem chumbo

Diâmetro e curso: 106x67,8mm

Cilindrada: 1197cc

Taxa de compressão: 12.0:1 (±0,5)


Potência máxima no virabrequim: 125cv @ 8.250rpm

Torque máximo no virabrequim: 11,7kgfm @ 6.800rpm

Alimentação: sistema com gerenciamento integrado, eletrônico, com dois injetores por cilindro e acelerador eletrônico com três mapas.

Ignição: Magneti Marelli 7SM de dupla centelha integrado à injeção eletrônica

Partida: elétrica

Escape: tubos coletores 100% de aço inox, 2-em-1, com dois conversores catalíticos e dois sensores de oxigênio


Alternador: 690W @ 6.000rpm

Lubrificação: cárter úmido

Transmissão: 6 velocidades com relações 14/36, 17/32, 20/30, 22/28, 23/26 e 24/25

Embreagem: multidiscos em banho de óleo com acionamento hidráulico

Relação primária: engrenagens constantes com relação 40x69

Relação secundária: corrente com relação 17x42

Chassis: quadro de treliça tubular de aço carbono acoplado a duas vigas laterais de alumínio com parafusos de alta resistência e subquadro removível.


Suspensão dianteira: Sachs invertida com tubos de ø43mm totalmente ajustável na compressão, retorno e pré-carga, curso de 167mm. Na versão ADD acrescenta freio hidráulico para compressão e retorno gerenciado eletronicamente.


Suspensão traseira: balança de alumínio, amortecedor com regulagem na pré-carga e retorno, com curso de 150mm na roda. Na versão ADD muda o amortecedor para um Sachs dinâmico, com gerenciamento eletrônico na pré-carga e no freio hidráulico da compressão e retorno.


Freios dianteiros: discos duplos flutuantes de aço com ø320mm e pinças Brembo M432 monobloco de 4 pistões com montagem radial e mangueiras com revestimento de malha de aço inox (aeroquip).


Freio traseiro: disco simples fixo de 240mm, pinça Brembo com pistom simples de 34mm e mangueiras revestidas com trança de aço inox. Sistema de antitravamento (ABS) Continental de dois canais em ambos (dianteiro e traseiro) e controle de tração (ATC).

Rodas: liga-leve de alumínio com três raios duplos, 3,5x17” na frente e 6,00x17” atrás

Pneus: radiais, sem câmara, 120/70 R17 e 180/55 R17 (dianteiro e traseiro)


Dimensões
Altura máxima: 1.140mm
Comprimento máximo: 2.245mm
Altura do assento: 840mm
Entre-eixos: 1.565mm
Trail: 125mm
Esterçamento: 26,1º
Peso a seco: 214kg (228kg Travel Pack)
Combustível: 24 litros no tanque, incluindo os 5 da reserva


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.