Translate

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Benelli fora do Brasil em 2015: fim dos sonhos para quem esperou ansiosamente por uma BN302 ou BN600.

Por Waldyr Costa
Imagem divulgação

BN302, muito desejada, mas não entrou nem um parafuso dela em nosso mercado.

Fim de muitos sonhos e mais uma representação frustada no Brasil: a Bramont deixa a Benelli fora do nosso mercado. Pelo menos para a imprensa o suporte da Bramont sempre foi fraquíssimo, para não dizer inexistente. Não saiu nem uma nota oficial justificando ou explicando o encerramento da representação e montagem exclusiva das motos Benelli.


BN600, outra moto muito aguardada. Fim de sonho para 2015.

Esta é mais uma prova que os fabricantes "estrangeiros" sempre devem vir para cá em primeira pessoa, como uma filial, e é somente assim que tem dado certo. Que o digam a Aprilia, BMW, Ducati, Harley-Davidson, Kawasaki, KTM, MVAgusta e Triumph, entre outras. A JToledo/Suzuki é "quase" uma excessão.

Mesmo estando nas mãos de empresários indianos, qualidade da Benelli continua relevante e se mantém forte.

Fica desfeito o sonho de ter uma Benelli BN302 ou BN600, que estão entre as mais desejadas motos para os nossos leitores, pelo menos por enquanto. Lamentamos muito e torcemos para que tanto a Benelli, como também a Aprilia, consigam logo abrir uma filial no Brasil.

6 comentários:

  1. Também estou duvidando se tudo dará certo com a KTM. A promessa no início era de que a KTM viria para balançar o mercado com preços competitivos e produtos de qualidade superior, para motos como a 200 duke e a RC390 (cada uma em sua categoria). Mas, ao meu ver, a parceria não foi com a empresa certa (dafra e seu pós venda).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não é bem assim. As motos da BMW, MV Agusta e Ducati são montadas pela Dafra. Isso não é pouco. A Dafra não é representante destas marcas, apenas terceiriza a montagem porque tem boa estrutura. Todas elas tês escritórios oficiais como filiais aqui no Brasil. É diferente do que aconteceu com a Benelli. Ela pode voltar com outro tipo de acordo, como as que estas marcas citadas fizeram, pois sai bem mais barato. O grupo italiano Piaggio, que detém as mascas Aprilia e Moto Guzzi, entre outras, está negociando o retorno ao nosso mercado. Isso pode ser um incentivo a outras boas marcas continuarem vindo pra cá.

      Excluir
  2. Deixe me ver se entendi... a Dafra apenas fará a montagem inicial para estas marcas !? Efetivamente, o pós venda será feito pelas próprias marcas ?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso. Já está sendo assim há mais de um ano com as BMW, MV Agusta e Ducati. Agora foi a vez da KTM.

      Excluir
  3. Pelo que sei a Dafra vai vender em suas CC a Duke 200 e a 390, as outras de maior cilindrada vai ter CC independente.
    Fonte CC da Dafra.
    Embora a Dafra fabrique outas marcas de peso, em contra partida ela não fiscaliza suas cc no brasil que prestão na maioria das vezes um péssimo atendimento, preços fora da realidade do produto e "mexanicos" que mais estragam a moto do que arrumam, imagina vc paga 16k a 20k numa Duke para ter pós venda da Dafra seria terrível, o bom era ter a total independência e ter só a montagem mesmo como faz para as outras fabricantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As KTM serão vendidas pelas lojas KTM, todos os modelos. As cidades de Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte e Goiania têm loja KTM. Acesse http://www.ktm.com/br/concessionarios-servicos/rede-de-concessionarias-ktm.html e procure entrar em contato, se for do seu interesse.

      Excluir

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.