Translate

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Suzuki: muitas surpresas em teste de consumo na Europa.

Por Waldyr Costa.
Imagens divulgação.

Saiba o que aconteceu no desafio de economia com jornalistas, utilizando as motos Suzuki, na Itália.

Em um teste realizado com jornalistas de 16 publicações especializadas na Europa, a Suzuki disponibilizou alguns de seus modelos: os scooters Address 110 e Burgman 200 ABS, a naked urbana Inazuma (250cc) e a nova adventure V-Strom 1000 ABS, para mostrar à mídia que os bons números de consumo de combustível divulgados pela fábrica eram possíveis de ser obtidos. Mas os resultados não foram aqueles que a própria Suzuki esperava.


As motos no pátio do clube de golfe esperando os pilotos jornalistas para saber quem consegue superar os dados de fábrica.

Partindo do Royal Park Golf de Fiano em direção às ruas e estradas de Torino, sob a supervisão da empresa local Dekra (líder em consultoria automotiva na Europa) da própria cidade de Torino, na Itália, o teste foi um desafio para os 16 jornalistas saberem quem era capaz de obter o melhor consumo com cada um dos modelos. Todos eles pilotaram os veículos, alternadamente, e no final, 64 medições foram obtidas com as 2 motos e os 2 scooters. 

Explicando as regras: compromisso em pilotar calmamente e não exceder o tempo máximo para cada percurso.

Duas regras precisavam ser obedecidas: os pilotos precisavam voltar dentro de um tempo pré-estabelecido e a pilotagem precisava ser voltada à economia. Uma forma de fazer com que todos conduzissem de acordo com as normas do trânsito, em comportamento de uso real, como um cidadão comum utilizaria o veículo, sem ser demasiado lento e sem a empolgação de uma condução esportiva. Alguns até tentaram empurrar a moto na hora da saída para economizar algumas gotas de combustível e ajudar a vencer o desafio, mas em percursos de 40, 60 e 80km isso foi irrisório e não fez a diferença. Foi utilizado o navegador (GPS) TomTom Rider 400 para verificar se todos os veículos cumpriram a rota estabelecida. 

No final dos testes, as médias obtidas pelos 16 jornalistas foram as seguintes:

Address 110: mais de 80km/L na média dos 16 condutores em 40km de percurso urbano a 56km/h.

Suzuki Address (não é vendido no Brasil)
Scooter de 113cc, monocilindro 4T a ar e com transmissão automática por correia em V (CVT).
Consumo declarado pela fábrica: 51,0 km/litro
Consumo médio obtido no teste: 82,9 km/litro(cidade)
Distância do percurso urbano: 41,3 km 
Tempo gasto no percurso: 44 minutos
Velocidade média obtida: 56,3 km/h

Burgman 200 ABS: 67km/L de média, mas alguém conseguiu quase 90km/L na cidade.

Suzuki Burgman 200 ABS (não é vendido no Brasil)
Scooter de 200cc, monocilindro 4T a ar e com transmissão automática por correia em V (CVT).
Consumo declarado pela fábrica: 34,4 km/litro
Consumo médio obtido no teste: 67,1 km/litro (cidade)
Distância do percurso urbano: 61,0 km

A Inazuma chegou a superar os 73km/L e ficou com média de 56km/L em 60km de roteiro.

Suzuki Inazuma
Motor de 248cc, bicilíndrico paralelo, refrigeração líquida e câmbio de 6 marchas.
Consumo declarado pela fábrica: 30,1 km/litro
Consumo médio obtido no teste: 56,2 km/litro (cidade)
Distância do percurso urbano: 60,0 km

A aventureira V-Strom também surpreendeu nas estradas ao conseguirem mais de 40km/L de média em 80km de percurso.

Suzuki V-Strom 1000 ABS
Motor V2 a 90º com 1.037cc, refrigeração líquida e câmbio de 6 marchas.
Consumo declarado pela fábrica: 21 km/litro
Consumo médio obtido no teste: 41 km/litro (estrada)
Distância do percurso rodoviário: 80,0 km

No Brasil ainda esperamos que a JToledo nos traga a Burgman 200 ABS. Você prefere scooter ou moto para a cidade?

O vencedor do desafio ainda conseguiu superar a maioria das marcas dos outros jornalistas. Os números obtidos por ele foram:

Address: 79,8 km/litro (média geral do teste 82,9 km/litro)
Burgman: 89,5 km/litro (média geral do teste 67,1 km/litro)
Inazuma: 73,3 km/litro (média geral do teste 56,2 km/litro)
V-Strom: 42,4 km/litro (média geral do teste 41,0 km/litro)

A pequena Address 110 faz falta à linha da Suzuki, suas rodas maiores são mais à lá Brasil que aquelas dos Burgman.

Dá pra ver um resumo das saídas para a prova, na via de acesso ao pátio do clube de golfe Royal Park, neste vídeo da Suzuki italiana.

Link para assistir o vídeo: https://youtu.be/eBLb81IZ_HM

Vamos comentar rapidamente os resultados. Primeiramente considere que obter os mesmos dados aqui no Brasil é praticamente impossível pela quantidade de álcool na gasolina e pela má qualidade da mesma, sem contar o o péssimo planejamento urbano na maioria das cidades e as condições de quase todas as rodovias. Obter 80 km/litro com uma moto de 113cc não é tão incomum, embora seja uma marca difícil de atingir. Vamos considerar esse resultado da Address como bom. Já o Burgman 200, que obteve média de 67 e máxima de quase 90km/L é mais relevante, já que a cilindrada é quase o dobro da Address. 

A marca de 73km/L que um dos jornalistas obteve com a Inazuma é de deixar pensando: como ele fez pra conseguir isso?

Saindo dos scooter e indo para as motos, as coisas começam a surpreender. Primeiro a média de 56km/L e a máxima de 73km/L da Inazuma é muito boa, para não dizer excelente, especialmente pelo motor de dois cilindros, com bomba d’água, que rouba um pouco da economia do motor. E o que dizer a V-Strom com seu motor V2 de mais de 1.000cc ter obtido nada menos que 41km/L de média? Só vendo pra crer. 

Uma 1.000cc fazendo 40km/L é algo que não se ouve falar.

Eu gostaria muito de fazer um teste com essas duas motos para tirar a dúvida e admiração que fiquei com relação ao que foi obtido na Europa. É uma pena que a Suzuki não tem cedido motos para teste aqui no Brasil. Mas se eu conseguir fazê-lo de alguma forma, mesmo com uma usada, vocês saberão aqui no jornaldomotociclista.com

A Inazuma tem uma versão carenada, que já deveria estar à venda no Brasil. Embora o desempenho
não esteja entre as melhores 250cc, ela seria uma ótima opção para viajar gastando pouca gasolina.

A própria Suzuki européia não esperava resultados tão bons. Isso prova a confiabilidade os dados de consumo publicados pela marca na Europa. A maioria dos resultados foi mais que o dobro melhor que o divulgado pelo fabricante e isso é incomum. Mesmo sendo uma disputa para ver quem era mais pão-duro com o acelerador, tinha um tempo máximo para fazer o percurso e que não poderia ser excedido, fazendo as condições do teste serem bem “reais”. Claro que não dá pra viver todo dia tentando obter o melhor consumo da história, mas dá para pilotar sempre com calma e sutileza. Até porque o preço da gasolina está absurdamente alto. 

A V-Strom já é vendida no Brasil. E se você é dono de uma, por favor nos deixe saber qual consumo dela na estrada.

Obter desempenho e consumo de combustível sempre foi o maior desafio da engenharia (moto)automotiva, especialmente nos últimos 30 anos, quando a manipulação do preço do petróleo se tornou uma ferramenta para influenciar a economia mundial. Ainda bem que estamos chegando num patamar bastante razoável, afinal, desde quando você ouviu falar em uma moto de motor 1.000cc que é capaz de fazer mais de 40km com um litro de gasolina?

Se você não tem uma V-Strom, mas tem uma Inazuma, gostaríamos de saber quantos km/L a sua faz na cidade e na estrada.

Gostaríamos que deixasse sua opinião nos comentários abaixo:
1) Qual a marca, o modelo e o ano da sua moto?
2) Onde você trafega mais, na cidade ou na estrada?
3) Quantos km/L você consegue na cidade e na estrada? 
4) O que é mais importante, economia ou desempenho?
5) Qual será sua próxima moto?
6) Qual é a sua moto dos sonhos?

8 comentários:

  1. 1) Qual a marca, o modelo e o ano da sua moto?
    Feliz proprietário duma Yamaha Fazer 250 2014/2014. Vim de uma intruder 125... Esperei mais de ano pela Inazuma, mas com o preço que foi lançada, simplesmente achei que a moto não valia o que pediram... Pra mim foi um tremendo tiro no pé da Suzuki ter lançado ela por aquele preço
    de 15.900,00 (suzuki nunca mais, não tá nem aí pra os admiradores de suas motos... magoei... rsrsrsrsrsrs). Até hoje não vi uma Inazuma sequer
    aqui na rua (em Goiânia)... e olhe que ando em média uns 60 km por dia...

    2) Onde você trafega mais, na cidade ou na estrada?
    Todos os dias cerca duns 12 km no trecho urbano da Br153 e uns 48 km dentro da cidade.

    3) Quantos km/L você consegue na cidade e na estrada?
    Nunca tive nem curiosidade nem tempo pra medir. Porém, levando em conta que no manual diz que o tanque é de 19,2 litros e sempre abasteço quando começa a piscar o indicador que entrou na reserva, e que abasteço somente uma vez por semana (gas), imagino que a média esteja mais ou menos entre 20 a 25 km litros (Já vi gente dizendo que consegue 34). Mas eu ando acelerado... se é que me entendem... rsrsrs

    4) O que é mais importante, economia ou desempenho?
    Desempenho.

    5) Qual será sua próxima moto?
    O plano é pegar a substituta da própria Fazer 250 quando (se) vier...

    6) Qual é a sua moto dos sonhos?
    Não sou muito ambicioso por motos de alta cilindrada, moto pra mim é pro uso no dia a dia. Apesar disso estava na expectativa da chegada da Benelli BN302, mas parece que não virá... vou dar uma olhada também na KTM 200 Duke, mas... não sei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por compartilhar seus dados.

      Excluir
  2. Controle de velocidade da kaoko instalado na Vstrom 650 2014; alguém sabe se isso é bom. Estou para comprar uma usada e vem com esse acessório.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. O produto da Kaoko é uma trava de acelerador que é instalada no lugar do peso do guidom do punho direito.
      Você pode ver mais detalhes nos links abaixo, mas precisa saber inglês.
      http://www.webbikeworld.com/t2/kaoko-throttle-control/
      https://www.youtube.com/watch?v=ZQpG1FWlCn4

      Excluir
    2. O site do fabricate é: www.kaoko.com

      Excluir
  3. 1) Qual a marca, o modelo e o ano da sua moto?
    Yamaha Fazer blueflex 250 2015/15

    2) Onde você trafega mais, na cidade ou na estrada?
    Na cidade, trabalho com a moto, mas pego muita rodovia com ela também. Rodo cerca de 150km por dia sendo uns 70% cidade.

    3) Quantos km/L você consegue na cidade e na estrada?
    Uso 90% do tempo etanol pelo fato de trabalhar com a moto e buscar economia. No etanol faço cerca de 26 km/l na cidade e 29 km/l na estrada. Na gasolina faço 32 km/l na cidade e 35 km/l na estrada, lembrando que meu modo de pilotagem visa economia.

    4) O que é mais importante, economia ou desempenho?
    Na atual situação pelo fato de trabalhar com a moto priorizo economia, mas em um contexto geral dou mais importância para desempenho sem dúvidas.

    5) Qual será sua próxima moto?
    Bandit 1200N ou 1250N.

    6) Qual é a sua moto dos sonhos?
    Bandit 1250N. Tive a oportunidade de ficar umas semanas com uma e simplesmente me apaixonei pelo torque e pelo conforto da moto.

    ResponderExcluir
  4. 1) Qual a marca, o modelo e o ano da sua moto?
    Yamaha Fazer blueflex 250 2015/15

    2) Onde você trafega mais, na cidade ou na estrada?
    Na cidade, trabalho com a moto, mas pego muita rodovia com ela também. Rodo cerca de 150km por dia sendo uns 70% cidade.

    3) Quantos km/L você consegue na cidade e na estrada?
    Uso 90% do tempo etanol pelo fato de trabalhar com a moto e buscar economia. No etanol faço cerca de 26 km/l na cidade e 29 km/l na estrada. Na gasolina faço 32 km/l na cidade e 35 km/l na estrada, lembrando que meu modo de pilotagem visa economia.

    4) O que é mais importante, economia ou desempenho?
    Na atual situação pelo fato de trabalhar com a moto priorizo economia, mas em um contexto geral dou mais importância para desempenho sem dúvidas.

    5) Qual será sua próxima moto?
    Bandit 1200N ou 1250N.

    6) Qual é a sua moto dos sonhos?
    Bandit 1250N. Tive a oportunidade de ficar umas semanas com uma e simplesmente me apaixonei pelo torque e pelo conforto da moto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por compartilhar essas importantes informações, Assuero Batista.
      A propósito, também gosto muito da Bandidona.
      Boa sorte e pilote consciente.

      Excluir

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.