Translate

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Tokyo Motor Show 2015: Honda apresenta novos conceitos e protótipos.

Por Waldyr Costa
Imagens divulgação

A Honda foi a primeira a anunciar os protótipos e conceitos para o Tokyo Motor Show 2015.

O Salão Automotivo de Tóquio tem a tradição de apresentar motos conceituais de marcas japonesas tradicionais como Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha. Às vezes, até mesmo fabricantes de outros países, que estão no mercado de carros e motos, apresentam suas motocicletas lá. 



Este é o conceito Project 2&4. Utilizando a motorização da RC213V, a Honda propõe um misto de quad e carro esportivo.

Este ano, três grandes marcas européias de carro estão no ramo de motos: VW/Audi com a Ducati, Mercedes/AMG com a MV Agusta e a mais tradicional BMW, que dispensa apresentações. O mais importante salão de motos deste ano é o EICMA, em Milão. Mas o Tokyo Motor Show sempre guarda suas surpresas e exclusividades, pois os fabricantes gostam de exibir a sua engenharia e perspectiva de um futuro próximo, então conceitos e protótipos predominam entre as motos apresentadas.

Este é o novo conceito de moto esportiva de baixa cilindrada. Já estamos vendo a nova CBR300R vestida assim.

Para a maioria da garotada que está na primeira década de motociclismo, esta é, sem dúvida, a mais interessante novidade: a nova "mini superesportiva" que, pela lógica, será a próxima versão da CBR300R. Até pelo grau evolutivo do protótipo/conceito dá para esperar que no mês seguinte, durante o EICMA 2015 (Milão/ITA), o modelo seja apresentado como lançamento oficial e entre em produção já em 2016. Pela estrutura da moto, não há como negar que ela terá um motor da categoria 250cc, onde podemos incluir os motores entre 200cc e 350cc. Com certeza não é um motor de média cilindrada. Apostamos no motor atual de 300cc reformulado ou um novo motor bicilíndrico - o detalhe da curva do coletor de escape à frente do motor sugere dois tubos, embora só dê pra ver um deles nesta foto - nessa faixa de cilindrada, mas com melhor desempenho que o monocilíndrico atual. De qualquer forma saberemos mais dentro de 30 dias. Por enquanto é apenas um exercício de design para mostrar o direcionamento das roupas esportivas. O estilo do desenho da nova Kawasaki Ninja H2R já está influenciando a moda esportiva.

O NeoWing, acima, é um triciclo com comportamento de moto, pois ele "deita" nas curvas. 

Segundo a Honda, "o NeoWing é um veículo de três rodas sem precedentes, que oferece tanto a sensação de fazer curvas quanto o desempenho esportivo de uma moto de maiores dimensões, com uma estabilidade excelente". Este triciclo está equipado com um sistema híbrido, que combina um motor boxer de 4 cilindros com motores eléctricos, para oferecer muito torque e acelerações fortes. Graças à adoção de um mecanismo articulado, criado pela Honda, na suspensão dianteira, este protótipo propõe novas tecnologias e um estilo futurístico, que destaca a curiosidade mecânica proporcionada por um modelo de três rodas. Certamente, se ele entrar em produção, não virá com estas rodas e outros modernismos que se prestam somente a protótipos conceituais, mas ele parece bem adiantado em desenvolvimento de projeto e quem sabe não entra no portfólio da Honda com um triciclo premium, top de linha.

Esta maravilha visual, apresentado apenas como "Concept CB", é uma variação da atual CB1100.

Talvez a maioria de você já conheça a, não tão nova assim, CB1100 (leia sobre) - lançada em 2012 como modelo 2013 -, que está em produção na Europa em duas versões, uma com rodas rígidas de alumínio e outra (CB1100EX) com rodas raiadas. Porém ela é mais quadradona, mais estilo anos 70, enquanto que este conceito apresentado é um mergulho nos anos 50/60, mais arredondado, natural, leve e agradável do que a rigidez das linhas retas do tanque do modelo atual. O assento beira o estilo scrambler, que está virando moda em todas as montadoras e o conjunto de cromados engloba os dois pára-lamas, o conjunto completo de escape e toda a frente da moto. O motor em duas cores, com acabamento escovado nas tampas laterais, dá o toque de charme e elegância neste conceito tão bem finalizado. Parece até que já saiu da linha de produção. Tomara que este seja o modelo definitivo de 2016, pois supera o quadradão de 2014/2015 em beleza.

Este é o modelo atual da CB1100, mas aqui apresenta uma proposta Café Racer.

Aqui está ela, a atual CB1100, vestida toda de preto, em duas tonalidades - fosco e brilhante -, adornada com detalhes de pintura à la Café Racer, e o principal detalhe está presente: espelho retrovisor na ponta do guidom. Apenas uns poucos detalhes cromados. Um bom conjunto dark, com visual rebelde, introspectivo e forte.

Vista de costas, a mesma CB1100 "Custom". Nome dado pela própria Honda.

Esta versão café racer é a segunda opção apresentada da CB1100. Justamente duas opções que substituiriam muito bem as versões atuais, a amarelona "concept" entraria bem no lugar da atual EX (de rodas raiadas) e esta "custom" preta, acima, substituiria a versão básica, que também é pretona como ela. Mas seriam duas opções mais diferentes da mesma moto, não tão iguais quanto as duas versões atuais. Falta ela chegar em nosso mercado também. A Honda ainda está deixando esta pequena fatia do bolo para as concorrentes no mercado brasileiro.

CB1300 Super Bol d'Or. Customizada conceitualmente em estilo esporte clássico, assim como a CB400 abaixo.

A CB1300 é conhecida em nosso mercado, pois foi temporariamente comercializada em aqui 2007/2008, junto com a Varadero 1000, na versão naked. A versão semi-carenada, denominada Super Bol d'Or, nome de uma prova de motos de rua, nunca foi vendida pela Honda no Brasil, mas está firme e forte na Europa e Ásia. Ela é uma continuação da herança deixada pela antiga CB750 Four, que mais tarde deixou o trono para a CB1000 "One", posteriormente ela evoluiu para a atual CB1300.

CB400 Super Bol d'Or "custom concept".

Já a CB400 Four é uma tradicionalíssima moto no Japão, onde o mercado de 400cc é muito forte. Ela também tem as versões naked e Bol d'Or. Tem um competentíssimo e inquebrável motor de 4 cilindros refrigerado a água. Uma pena não termos ela por aqui. Como é irmã gêmea da CB1300, em estilo e qualidade, ela também ganhou a versão conceito vermelho e preto esportivo. Essas motos são aquelas que mantém o estilo e a cara de moto, simplesmente básicas.

Aqui está a CB400 conceitual de costas.

Muito parecidas, acima você vê a CB1300, quase confundindo com a CB400.

Um pouco mais conceitual entre as apresentações, mas ainda baseado numa versão de produção, vemos o GROM, que já foi até matéria em nossas páginas (leia aqui), com dois conceitos: Grom 50 Scrambler Concept One e Grom 50 Scrambler Concept Two. Versões scramblers estão surgindo e virando uma tendência entre as motorizações nakeds em virtude da popularização das personalizações de motocicletas. 

Grom 50 Scrambler Concept One (conceito um).

O estilo scrambler se caracteriza por tornar as motos mais despojadas, derivadas de modelos naked com visual retrô, mas com pneus e suspensões trabalhadas para todo o tipo de piso, incluindo estradas de terra. O Grom atualmente é 125cc, mas como o nome do conceito traz o número 50, podemos supor que esta seja a cilindrada real nestes dois protótipos, contudo este motor parece ser o mesmo 125cc da versão de produção.

Grom 50 Scrambler Concept Two (conceito dois).

O Grom é basicamente uma moto urbana, compacta, que alguns chamam de estilo "monkey", que foi um estilo de moto na primeira metade do século passado. Quase mini-motos que se enveredavam entre os carros na cidade como se fossem formigas na floresta. Esse estilo ainda é bem aceito em alguns países. O que temos aqui mais parecido com isso é algo como a Honda Pop, que acaba de ficar mais moderninha, contudo ela é praticamente uma mini-moto (para adultos e não para crianças, claro).

Cockpit da Grom 50 Scrambler Concept One.

Uma pequena variação, muita diferença visual. A versão Grom 50 Scrambler Concept Two é mais requintada.

A frente Grom 50 Scrambler Concept Two é futurística.

Enquanto que a versão Grom 50 Scrambler Concept One é retrô-moderno.

Aqui um dos modelos elétricos que serão apresentados: EV Cub Concept.
Protótipo EV-Cub: modelo de utilização pessoal - sem chance para um garupa - o objetivo é o deslocamento casa-trabalho-casa, de curta distância, no dia-a-dia. Foi concebido segundo o princípio de "economia e facilidade de uso", que a Honda vem mantendo desde a primeira geração da Super Cub. 

EV Cub Concept, o retrô futurístico também é uma tendência de design que está se expandindo.
Ao colocar a bateria, um componente de maior peso, em posição rebaixada no meio do quadro, o acesso à moto e as manobras ficam muito facilitadas. Além disso, a concentração das massas contribuiu para a facilidade de utilização, porque permitiu baixar o centro de gravidade. Sempre com o foco na facilidade de utilização numa vasta gama de situações, a própria bateria é portátil e pode ser recarregada em qualquer tomada doméstica comum.

O acesso à bateria o EV Cub Concept: portabilidade. Você pode retirá-la e recarregar dentro de cassa.

Desenho refinado, cuidadoso e belo. É um tipo de veículo quase indispensável em países como Itália, França e Espanha. 

Painel digital da EV Cub mostra a carga da bateria em um dos modos e o outro é multifunção.

Honda Wander Walker. Quad de passeio para pequenos deslocamentos em piso relugar.

Tem uma opção fechada para os dias com chuva ou frio: Wander Stand. Conceito bastante futurístico.

Super Cub Concept. Motor à combustão. Este conceito manipula uma das motos mais antigas da Honda ainda em produção. 

O estilo de design da Super Cub Concept é o mesmo da EV. Mas aqui a opção não é elétrica.

Super e EV Cub compartilham a qualidade e o cuidadoso acabamento.

Na Super Cub o painel ficou mais simples, mas não menos cuidadoso que na EV Concept.

A Honda ainda não divulgou as informações sobre estes modelos aqui apresentados, mesmo os que parecem prontos para produção. Durante o Tokyo Motor Show serão divulgados mais alguns dados, mas alguns modelos não passam de exercício de imaginação, por enquanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.